Modelos de Grade de Estudos: Modular-Sucessivo x Simultâneo-Alternado

Por  •  28 set 2010  •  Como se Preparar, Planejamento de Estudos  •  3 Comentários
concursos-públicos-grade-matérias-estudos-horários-como-passar-como-estudar

Um elemento de grande importância na estruturação do planejamento da preparação para concursos públicos consiste na montagem da grade de estudos. Não apenas se trata de uma preocupação relevante, como também consiste numa das dificuldades de muitos candidatos.

O objetivo do presente texto consiste na abordagem de concepções conceituais-metodológicas de grande importância para esta etapa da planificação da preparação para o concurso público.

Inicialmente, cabe esclarecer que, conforme as concepções metodológicas propostas no âmbito do trabalho de orientação que venho desenvolvendo, a planificação dos estudos deve contar com a estruturação do planejamento estratégico e tático da preparação para o concurso público. O primeiro envolve aspectos decisórios relevantes a serem estabelecidos pelo candidato, como objetivo, em termos de cargo ou cargos pretendidos, e programa, que corresponde ao objeto de conhecimento a ser intelectualmente apropriado pelo candidato.

Assim, a montagem da grade de estudos consiste num dos elementos que integra o planejamento tático da preparação, sendo este voltado à implementação do planejamento estratégico.

No sistema modular o candidato desenvolve um estudo por matérias, de modo que somente passa para determinada matéria após concluir uma anteriormente estudada. No caso, é preciso que se tenha o cuidado de levantar as matérias que contem com um caráter de antecende lógico. Ou seja, existem matérias que contam com construções que devem ser compreendidas para que se avance em relação a outra. Esta situação ocorreria ao considerar Parte geral do Direito Penal, comparativamente com a Parte especial. Neste sentido, ocorre uma sucessão de matérias.

Já no sistema concomitante e alternado, o candidato estuda todas as matérias de seu programa a cada semana. Assim, ocorre uma simultaneidade no estudo das matérias.

Naturalmente que também existem modelos híbridos. Inclusive, no caso do Projeto Concursório, no qual a candidata orientada contava com 25 matérias (veja mais informações clicando aqui), foi preciso adotar o referido modelo híbrido. Aliás, no Sistema Tuctor há uma ferramenta que conta exatamente com a finalidade de agrupar matérias, de modo a proporcionar a adoção do modelo híbrido, denominada “Vinculação de Matérias”.

Estabelecidos os referidos esclarecimentos, a pergunta que se faz é a seguinte: qual modelo é mais adequado para a estruturação da grade?

Não tenho a pretensão de ser dono da verdade absoluta. Inclusive, considero que todo aquele que tenha a intenção de trabalhar alguma abordagem com um mínimo de tecnicismo e cientificidade não pode ter a pretensão de estabelecer verdades absolutas. Por outro lado, minha intenção é propor caminhos a serem analisados e refletidos pelos candidatos, sem assumir a condição de guru que  impõe, pretenciosamente, o que deve ser feito.

Contudo, não tenho dúvida em sustentar a importância do modelo concomitante e simultâneo. E para tanto invoco alguns fundamentos.

Do ponto de vista do processo cognitivo e da aprendizagem, alguns aspectos podem ser considerados. Primeiramente, tal modelo de montagem de grade contribui para uma compreensão e apropriação sistêmica do objeto de conhecimento, ou seja, do conjunto de matérias e conteúdos a serem estudados pelo candidato. No livro que lancei recentemente pela Editora Método (“Como se Preparar para Concursos Públicos com Alto Rendimento”), trabalho algumas teorias da aprendizagem aplicadas à preparação para o concurso público, de modo a demonstrar de forma mais aprofundada e explicativa esta compreensão.

Além disto, ao alternar as matérias, em tese, o candidato tende a estar proporcionando uma pluralidade maior de estímulos ao seu cérebro, o que contribui com uma noção construída pela neurociência, denominada plasticidade, correspondendo à ampliação das capacidades cognitivas do candidato ao concurso público. O cérebro funciona sob uma lógica de que quanto mais estímulos recebe, mais tem a capacidade de dar respostas e armazenar informações.

Além do mais, a alternância de matérias também tende a colaborar com a minimização de desgaste. Alternar as matérias tende a ser menos desgastante e até menos entediante do que estudar uma única matéria ao longo de todo a semana.

Não bastassem os mencionados fundamentos, a concepção simultânea e alternada contribui com a disciplina. Como assim? Se o candidato ao concurso público conta com uma grade composta de diversas matérias, ao furar uma janela irá visualizar de forma mais clara o prejuízo, isto é, a perda, diferentemente do que ocorreria se estudasse de maneira modular, na qual não estaria tão visível o prejuízo. E sentimento de perda,  conforme as concepções da psicologia do comportamento, é algo sempre desagradável ao ser humano, pois tratando-se de um estímulo negativo (S-), que tende a gerar uma reação/sensação negativa (R-).

Porém, independente da opinião ora manifestada, o fundamental é que você compreenda as possibilidades de modelos de grade de estudos. Avalie as vantagens e desvantagens de cada possibilidade, em suas concepções puras ou híbridas. E assim, procure adotar caminhos que sejam mais eficientes para a busca de resultados no processo de preparação para concursos públicos, de modo a viabilizar a conquista da aprovação.

Boa montagem da sua grade de estudos e, principalmente, boa execução!

3 comentários até agora. Deixe o seu.

  1. camila neves disse:13 out 2010 às 4:09 pm · Responder

    vou fazer uma prova dia 23 e 24 de outubro to com um sério problema eu não sei fazer provas você poderia me dar umas dicas de como fazer provas ?

    • Rogerio Neiva disse:31 mai 2011 às 7:41 pm · Responder

      Cara Camila, há vários textos no Blog sobre estratégia de provas.
      Sugiro a leitura.
      Abcs!

  2. Alisson Carvalho disse:12 fev 2011 às 4:50 pm · Responder

    Professor! Existe um limite de matérias por dia de estudo?

Deixe um Cometário