Estudar Uma Matéria por Vez ou Todas ao Mesmo Tempo?

concursos públicos exame oab como estudar uma matéria por vez neuroplasticidade grade modular sucessiva memória aprendizagem concurso público

É melhor estudar uma matéria de cada vez, ou todas as matérias ao mesmo tempo? Esta pergunta  é recorrente para quem está começando a estudar para concursos públicos e exames, e mesmo para quem já está estudando, que por vezes se questiona sobre estar ou não no caminho correto.

O tema já foi tratado aqui no Blog em outras ocasiões e de forma indireta. Mas diante dos vários questionamentos que tenho recebido, resolvi escrever este texto específico.

Vamos a algumas considerações.

Desde já saliento que considero o mais adequado estudar várias matérias ao mesmo tempo. E para tanto levo em conta alguns fundamentos.

O primeiro argumento é muito simples. Considero que estudar de forma modular, ou seja, estudar uma única matéria de modo a esgotá-la, para em seguida passar para outra, tende a ser mais chato do que variar as matérias ao longo da semana.

Inclusive acredito que isto impacta na concentração, pois o novo, que seria a matéria distinta, em função da variação, pode ter uma influência em termos dopaminérgicos, ou seja, liberação de dopamina. E dopamina consiste num neurotransmissor importante para o mecanismo atencional.

É bem verdade que é possível que, estudando apenas uma única matéria por vez, e avançando no domínio desta, possamos nos empolgar e nos evolver mais. Porém, aí entra a lógica da subjetividade, ou seja, levar em conta que “cada um é cada um”. Esta compreensão, inclusive, nos faz questionar as abordagens achistas-universalizantes dos “especialistas” em preparação para concursos sem especialização.

O segundo argumento envolve a lógica da neuroplasticidade. Segundo este conceito, quanto mais o nosso cérebro é demandado, mais tem capacidade de dar respostas. Assim, considero que estudar matérias diferentes ao mesmo tempo implica em proporcionar estímulos diferentes às nossas estruturas cognitivas.

Além disto, considerando que construir memórias significa criar redes neurais, ao estudar matérias distintas, tendemos a estar transformando os conceitos correspondentes em novas redes neurais distintas.

Um último argumento importante é que ao estudar todas as matérias ao mesmo tempo podemos avançar de forma equilibrada, inclusive de modo a fechar todas as matérias do o programa do edital ao mesmo tempo. Se o candidato usa o Sistema Tuctor e segue o que o software sugere, com toda a certeza matemática ele irá terminar numa mesma semana todas as matérias do programa.

Inclusive este modelo também contribui com o desenvolvimento de uma visão sistêmica do conteúdo do edital, o que é importante nas provas.

Portanto, considero que o estudo de todas as matérias ao mesmo tempo é melhor que o estudo seqüenciado. Estudar todas as matérias ao mesmo tempo significa adotar um modelo de grade simultâneo-concomitante, sendo que estudar de forma seqüenciada consiste no modelo de grade sucessiva-modular.

É bem verdade que podemos adotar uma solução híbrida. Ou seja, eleger um primeiro bloco de matérias que, após concluídas, terão seus lugares na grade tomados pelas que virão na seqüência. Neste caso é interessante adotar uma lógica de prejudicialidade e de relação conceitual. Por exemplo, antes de estudar Direito Administrativo estudar Direito Constitucional.

Considerando estas informações, avalie o que é mais eficiente para você. E procure tomar o caminho que traga melhores resultados.

E deixe sua experiência e opinião em forma de comentário!

71 comentários até agora. Deixe o seu.

  1. Felipe Arruda disse:15 mai 2013 às 1:12 pm · Responder

    Hehehe o professor esta com esse termo “dopaminergico” na ponta da lingua! Professor, a palestra sobre concentracaono sabado foi nota 10,00! Seu tempo é que foi curto para tanto conteudo que tem para transmitir!

    • Rogerio Neiva disse:15 mai 2013 às 4:58 pm · Responder

      Obrigado pelo feedback da palestra Felipe! Mas pelo que vi você entendeu bem a ideia. Abcs!

    • Carmem Cilene disse:5 jul 2013 às 12:52 pm · Responder

      Olá, professor!

      Concorno em gênero, grau e número com você. Acho que chegará um momento que o conhecimento adquirido se converge para o alcance o objetivo que será passar no concurso. No entanto, a questão do pouco tempo disponível para o estudo é que pega. Trabalhar fora o dia inteiro, ser mãe presente na vida dos filhos e do marido e ser estudante nas madrugadas parece ser um desafio e tanto, ou será uma tortura chinesa?
      Mas, vamos a luta!

  2. João costa disse:16 mai 2013 às 9:43 pm · Responder

    Eu estou preferindo estudar uma matéria por semana
    Estipulo metas tipo meio livro por semana , de 50 a 70 pgs por dia + questões discursivas q crio em cima do texto + flashcards sobre os tópicos mais difíceis
    No dia seguinte de manha faço revisão do dia anterior fazendo os exercícios
    E a tarde e a noite pego outras 50 pgs

    Aos sábados faço recisão das matérias antigas

    Pra mim a vantagem e dar continuidade ao estudo enformar um raciocínio ( plasticidade ) dentro daquela matéria
    Percebo q muitas matérias do capitulo seguinte exigem domínio do capitulo anterior e isso me prejudicava quando eu ficava as vezes 10 dias sem estudar aquela matéria.

    • Samara disse:19 jul 2014 às 9:51 pm · Responder

      Concordo com você! Você encontrou a sua forma de aprender, e é semelhante a que estou procurando. Obrigada por ter ajudado. UEHUEH… :3

    • Amanda disse:4 jul 2015 às 11:48 am · Responder

      João, apenas veja se o seu método está funcionando, treine as provas, esta ainda é a melhor forma de nos testarmos. Se considerar que não está funcionando, estude várias matérias no decorrer da semana…
      Amanda

    • Odília disse:20 jul 2015 às 12:09 pm · Responder

      Oi João,
      Gostaria de saber se esgota primeiro a matéria que está estudando ou só estuda ela em uma semana toda e na próxima semana estuda outra? EX: 1ª semana português e na semana seguinte Direito civil, é isso?

    • camylle disse:25 ago 2015 às 9:46 am · Responder

      e quando é que você parte para outras matérias? E quando é que você volta para a matéria já esgotada? Tem umas lacunas a serem preenchidas aí!

  3. Lucimar disse:17 mai 2013 às 12:54 am · Responder

    Sinceramente Professor, pelo que me conheço, tenho mais produtividade e qualidade de estudo, estudando uma matéria por vez. Ou pelo menos, acumular Direito Civil e Processo Civil. No entanto, não esgotando a matéria no seu todo, mas, criando módulos. Por exemplo, em direito civil, dividi em parte geral, obrigações, responsabilidade civil, Direito das Coisas, etc. E tento fazer o mesmo com outras matérias. Para mim, percebo que dessa forma, funciona melhor.
    Abraços!

    • Sidnei disse:6 nov 2015 às 6:07 am · Responder

      Você já foi aprovada em algum concurso estudando dessa maneira? Acredito que não. E talvez nunca será. Sem um Ciclo de Estudos, com várias disciplinas ao mesmo tempo, muito improvável que você consiga aprovação em algum concurso de ponta.

      • Thaís disse:19 dez 2015 às 7:44 am · Responder

        Cada pessoa é diferente. Cada cérebro funciona de um jeito. Não dá pra dizer que um método (elaborado pelo maior gênio da área) vai funcionar pra todo mundo. Tenho certeza que nem o próprio gênio seria tão ingênuo de pensar uma coisa dessas. Quer passar em concurso? Se conheça! Experimente. Se não funcionar, tenta outra coisa.

        Olha, eu estudei a maior parte da minha vida em cursos presenciais, mas só consegui passar no vestibular quando desisti e comecei a estudar sozinha em casa.

        Sempre estudei primeiro o conteúdo e depois diz os exercícios. Mas só consegui ser aprovada em um concurso quando, por falta de tempo, decidi fazer os exercícios primeiro e depois estudar o conteúdo.

        Enfim, cada maluco conhece a cabeça que tem. kkkk

  4. Tavilla Vieira disse:17 mai 2013 às 6:01 pm · Responder

    Professor, parece que você sabe tudo o que pensamos e queremos. Não sabes o quanto nos tranquiliza e nos ajuda com esses artigos. Saiba que tens me ajudao bastante. Muito Obrigado!

  5. Daveslley Oliveira Cardoso disse:21 mai 2013 às 10:36 pm · Responder

    Simplesmente excelente! Muito bom o texto!

    Acompanho com frequência este blog.

    Grandes lições de um juiz federal do trabalho que realmente sabe, compreende e transmite com clareza seus ensinamentos, sem malabarismos retóricos e sem auto-ajuda misturada com otimismos vazios!

    Daveslley Oliveira Cardoso.

  6. Ítalo de Carvalho Acioli disse:22 mai 2013 às 1:41 pm · Responder

    com certeza estudar todas as matérias ao mesmo tempo é mais produtivo… assim a memória funciona melhor, pois evita que informações importantes sejam esquecidas (o famoso “branco), além de ser mais estimulante e o estudo deixa um pouco de ser uma atividade enfadonha. Mas isso somente é possível conjuntamente a uma disciplina muito rigorosa, pre-determinando como uma espécie de cronograma os horários de cada matéria. Se isso não for feito, o progresso é difícil…

  7. taiana disse:28 mai 2013 às 8:49 pm · Responder

    oi eu amo estudar bJ

  8. Rose Mia disse:14 jun 2013 às 3:22 pm · Responder

    Excelente blog, artigos, dicas, palestras…
    obrigada por seus ensinamentos!
    O senhor tem um exemplo de planejamento de matérias??

  9. Cristian disse:14 jun 2013 às 8:36 pm · Responder

    Obrigado Professor. Vou por em pratica o que li sobre os estudos semanais alternando entre as matérias. Mais uma vez obrigado!

  10. Mariana Brant disse:27 jun 2013 às 6:41 pm · Responder

    Olá Prof. Rogério Neiva. Todas suas publicações referentes à preparação para concursos tem me ajudado sobremaneira. Há anos trato do TDAH com psicólogo cognitivo-comportamental e psiquiatra (desde criança tenho problemas com a falta de atenção, em eleger prioridades e fazer planejamento ). O que posso dizer é muito obrigada pelas explicações e ensinamentos, foi a partir do planejamento que consegui driblar de forma mais efetiva o transtorno, bem como utilizando os métodos para melhorar a concentração!

    Já admiro seu trabalho, parabéns!

  11. Cleber B. disse:3 jul 2013 às 10:28 am · Responder

    Olá pessoal, iniciei meus estudos para concurso a pouco tempo e percebo que muitas matérias são relacionais, e isto realmente exige um conhecimento geral antes de um específico, e estudando várias matérias, a mente se abre a novos conceitos, criando novos pontos de fixação. Estudando apenas uma matérias, se esgota o conteúdo mas a ideia sobre o assunto é vaga, apenas memorizada mas não interpretada. Para alguns concursos esta estratégia é válida, pois algumas bancas costumam cobrar apenas memorização do conteúdo, mas quando temos que resolver situações em casos simulados isto não fica tão fácil. Estudar pra concurso é uma evolução gradativa com diversos obstáculos, e apenas a dedicação pode ser um diferencial. A cada revisão se conhece um novo conceito que ficou despercebido no momento anterior devido a uma falta da contextualidade, isso é realmente mágico, percebermos que estamos evoluindo e abrindo os olhos ou a mente para assuntos até então invisíveis ao nosso entendimento. Como exemplo posso citar a exigência de brasileiro “nato” ou “naturalizado” para alguns cargos, memorizar cada um é ótimo e necessário para se responder uma questão de concurso, mas entender o porquê desta diferenciação nos deixa muito mais confortável e elimina qualquer confusão que possamos fazer na hora da prova.

  12. Ricardo disse:4 jul 2013 às 8:28 am · Responder

    Professor bom dia, estou tendo contato com seu trabalho agora através da leitura deste artigo, já estudo para concurso há algum tempo, faço uso de algumas técnicas que você citou no artigo e prefiro estudar todas as matérias ao mesmo tempo, criando uma sequência lógica de estudo, esta forma está me proporcionando uma melhoria ao longo do tempo, parabéns pelo artigo muito bem escrito e explorado.

  13. Luiz Fernando disse:4 jul 2013 às 12:37 pm · Responder

    Eu estudo para vestibular de medicina, desde o início optei por estudar uma matéria por vez, sempre fui criticado por isso, mas um dos motivos que considero estudar desta forma é que dá a impressão de um rendimento maior e isso é muito importante, porque é negativo aquela impressão de não estar “fazendo muita coisa”.
    A respeito do novo, que seria a matéria distinta, em função da variação, funciona muito bem sendo um capítulo novo.
    Muito interessante seu artigo e gostei muito dos termos dopaminérgicos.

  14. Alan disse:5 jul 2013 às 11:04 am · Responder

    Estudo as matérias alternadamente, em ciclos, variando de 30 min a 120 min por matéria, dependendo da complexidade do assunto ou do nível de concentração que tenho naquele momento.
    Dessa forma, vejo as matérias de 1-3 vezes por semana.
    Nos finais de semana, reviso (utilizando os resumos que faço).

  15. Breno Bomfim disse:5 jul 2013 às 11:04 am · Responder

    Olá professor,
    Confesso que estudo lendo uma matéria de cada vez. No meu caso, gosto de compreender o ramo da disciplina como um todo, para só então, passar para outra. Todavia, penso que, como o Sr. redigiu no texto, depende de cada um. O estudo para concurso é feito de tentativas e erros, o que nos proporcional um maior auto-conhecimento.
    Parabéns pelo excelente trabalho, seu site é de extrema motivação nessa árdua jornada profissional.
    Assumo que, nos momentos de desânimo, procuro refúgio nos textos aqui postados, nos depoimentos dos demais colegas de “caminhada” e sigo em frente.
    Abraço!

  16. alex disse:5 jul 2013 às 11:34 am · Responder

    prefiro uma ou duas matérias por vez, tem gente que fala que esquece a matéria quando passa para outra dessa forma, mas daí que entram as revisões, estou estudando da seguinte forma:

    1. esgoto a primeira matéria ;
    2 começo a estudar a segunda matéria e também a esgoto, mas simultaneamente faço revisões da primeira matéria;
    3. passo para a terceira matéria, simultaneamente faço revisões das duas matérias anteriores;
    4. continuo dessa forma até esgotar o edital

    bom , isso da certo para mim…

    • Gilberto disse:24 set 2013 às 3:42 pm · Responder

      Alex, gostei muito da sua dica. Obrigado. Abraços.

    • Charlene Rodrigues disse:30 jan 2015 às 12:47 pm · Responder

      Alex…finalmente encontrei alguém

    • Geilton, Monte Alegre - SE disse:19 mai 2015 às 4:26 pm · Responder

      Faço o mesmo. Conteúdo a conteúdo vai sendo acumulado e revisado, até a próxima matéria, não deixando de revisar a (s) matéria (s) já esgotadas. o/

  17. sergio soares disse:5 jul 2013 às 4:21 pm · Responder

    boa dica, obrigado

  18. Gefherson Alves Silva disse:5 jul 2013 às 8:02 pm · Responder

    Ótima informação sobre”Estudar Uma Matéria por Vez ou Todas ao Mesmo Tempo?”.

    Manda um alô aí Magister.

  19. Diego Toré Negrão disse:26 jul 2013 às 11:45 am · Responder

    Bom dia, Professor Rogério Neiva,

    Tentando aplicar a metodologia de estudo desenvolvida pelo Senhor em seu livro e valendo-me do Sistema Tuctor para tanto, surgiu-me uma dúvida que está me impedindo de montar o meu planejamento de estudo.

    Eis a questão: Seria melhor fazer um estudo simultâneo de todas as matérias constantes no edital (de juiz do trabalho) ou seria mais eficiente fazer um estudo simultâneo por blocos de matérias, de modo a estudar 3 ou 4 matérias concomitantemente e, após finalizá-las, repetir esse processo como um outro bloco?

    Faço essa indagação porque eu já tenho uma base relativamente sólida sobre direito do trabalho e processo do trabalho, a qual formei principalmente em razão do meu trabalho (sou assistente de desembargador no TRT23). Entretanto, até então, não tive tempo de estudar as matérias (que considero) “periféricas” exigidas no concurso da magistratura do trabalho, tais como direito previdenciário, ECA, direito empresarial, direito administrativo e direito internacional.

    Outro motivo que me leva à pergunta acima formulada é a constatação de que, nos últimos dois concursos que fiz, consegui uma pontuação próxima à nota de corte, mesmo sem estudar essas matérias “periféricas”. Assim, será que se eu fizer um estudo simultaneo por blocos de matérias, começando por aquelas que não tenho disponibilidade conceitual alguma, eu consigo antecipar a minha aprovação na primeira fase?

    Desde já agradeço pela atenção. Abraços!

  20. Monique disse:4 set 2013 às 4:05 pm · Responder

    E que tal estudar duas ou três matérias por vez e quando o edital estiver esgotado, começar tudo de novo estudando todas as matérias ao mesmo tempo? O que acham?

    • Diana disse:10 jan 2015 às 3:15 pm · Responder

      boa idéia!

  21. Tobias Monteiro disse:9 jan 2014 às 1:46 pm · Responder

    Excelente artigo professor. Me ajudou muito a refletir e mudar a forma com a qual vinha estudando, assim passso a ter mais produtividade na missão de passar na OAB e concursos públicos.

  22. sophia disse:17 abr 2014 às 8:37 pm · Responder

    obrigado professor, pelas dicas, tenho certeza que irão me ajudar bastante!

  23. sophia disse:17 abr 2014 às 8:39 pm · Responder

    obrigado professor, pelas dicas tenho certeza que irão me ajuda bastante! bjss

  24. Ana Michelli disse:22 abr 2014 às 4:05 pm · Responder

    Olá!
    Gente eu comprei vídeo aulas para assistir em casa, mas não sei por onde começar, não sei se assisto todas as aulas de uma matéria ou vou alternando.
    Alguém poderia me dar um help por favo?

    Obrigada!

    • Rogerio Neiva disse:23 abr 2014 às 9:29 am · Responder

      Cara Ana, se tentar montar um plano de estudo no Tuctor (www.tuctor.com), há um algorítimo no sistema que monta a sua grade de forma automática, com base em critérios racionais.
      Abcs!

  25. VANILSON disse:25 mai 2014 às 1:16 pm · Responder

    ESSAS DICAS NOS DAR MAIS UM PASSO, VALEU

  26. fran menezes disse:29 mai 2014 às 8:38 am · Responder

    “vou tentar estudar assim pra ver se dar msm certo!”

  27. Helifas Douglas disse:12 ago 2014 às 1:26 pm · Responder

    Esse artigo me ajudou muito.

  28. AILTON PEREIRA DA SILVA disse:29 set 2014 às 4:05 pm · Responder

    Ola a todos.
    Meu comentário vai ser bem simples, particularmente, acho que ninguém tem uma fórmula perfeita de como se deve estudar, mas na minha simples opinião tudo é uma questão de foco, e das devidas providências em tempo hábil.
    O que quero dizer com isso? Veja bem, se você pretende prestar um determinado concurso, comece a estudar de maneira bem tranquila e antecipada, todas as matérias que envolvam o referido certame pretendido.
    Estudar de maneira antecipada em relação aos concorrentes lhe dará uma vantagem enorme, pois todo o conteúdo, por mais extenso que seja, estará automaticamente armazenado em seu cérebro, bastando um olhar na matéria estudada para que a mesma venha á tona. Isso está acontecendo comigo, venho estudando para o INSS a quase um ano, e as matérias estão bem compartilhadas na minha mente. Um tempo maior de estudo, nos permite estudar de maneira tranquila, e de grande rendimento.
    Abraços, e antecipe seus estudos, essa é minha dica.
    Ailton

  29. Robson Porcer disse:7 out 2014 às 8:44 am · Responder

    Bom dia

    Já fiz o teste com os dois modelos: Todas as matérias e uma matéria.
    Para mim foi melhor a seguinte situação mesclar os dois, ou seja, estudo 2-3 matérias até o fim dela, assim que terminar fico fazendo questão e começo novas matérias.

  30. Diana disse:5 dez 2014 às 1:34 pm · Responder

    professor, pelas dicas, tenho certeza que irão me ajudar.

  31. Carolene disse:19 dez 2014 às 1:17 pm · Responder

    Olá. Estou sofrendo com essa duvida. Meu marido vai prestar concurso para PM. E as materias sao as básicas msm (Matematica, Portugues, Informatica, Historia, Geografia,Legislação e outras) . A apostila com essas matérias chegaram ontem em casa, mas nao fazemos a minima como começar. E ele tah sem noçao das materias, não lembra nem do basico. Como acha que deveria fazer ?
    Obrigada

    • Cássio disse:6 jan 2015 às 6:19 pm · Responder

      Olá, não sou o professor, mas acho que a dica vc sabe: comece com o primeiro passo.
      Eu estudo todas as matérias ao mesmo tempo, e acho bem legal pois percebi que praticamente todas as matérias são relacionadas, inclusive português, afinal, quer aula melhor de português do que as leis?
      Tem que ir aos poucos para se acostumar, e aí a cabeça vai se acostumando.

  32. Cássio disse:6 jan 2015 às 6:24 pm · Responder

    Também sigo este método, e acho bem válido, pois toda semana visito a matéria, mantendo uma média de 7 dias de espaço. Além disso, muitas de materias são relacionadas, até mesmo português e contabilidade e auditoria, sem falar nos vários direitos da vida.
    Estudo de 1 a 3 materias por dia, dependendo do tamanho da aula.
    Como estudo para a área fiscal, complica mais pois são 18 matérias (acho), mas até agora não me perdi no conteúdo, então acho que é uma ótima técnica essa mencionada.

  33. Diana Nogueira disse:17 jan 2015 às 5:47 pm · Responder

    Boa Tarde a todos !
    Deixo aqui um pouco da minha experiência: Sempre gostei de estudar uma disciplina por vez, até esgotá-la. Fazia resumos, mapas mentais, etc. Memorizava bem a matéria estudada, aí iniciava outra.
    Porém, por motivos pessoais, passei muito tempo sem estudar, aí “enferrujei”.
    E para recomeçar foi difícil, a luta foi grande até conseguir focar nos estudos.
    Aí comecei a estudar pelo mesmo método de antes. Porém, no meio do caminho resolvi mudar de estratégia, pois notei que seria mais interessante atrativo o estudo se eu intercalasse pelo menos duas matérias.
    Aí larguei também os resumos. É bem verdade que os resumos são ótimos, mas perde-se muito mais tempo para ver a matéria, tendo que fazer resumos. O melhor para revisar é ver os resumos que já veem prontos em alguns livros. Agora faço mapas mentais apenas de assuntos mais complexos, um aqui outro ali…
    O fato e que estou gostando da ideia de intercalar as matérias, já estou pensando em começar mais uma, e ficar vendo três por dia.
    Mas tenho umas dicas pra quem vai COMEÇAR a estudar: Comece primeiro uma matéria, passe uns 15 dias ou mais estudando só ela, até entrar num bom rítimo de estudo. Aí sim, estará preparado para encarar mais uma. Comece mais uma matéria intercalando com a primeira, e fique assim por um bom tempo. Depois disso, você saberá quantas matérias poderá estudar ao mesmo tempo.
    Não adianta querer “abraçar o mundo com as pernas” e logo de início tentar estudar um monte de disciplina ao mesmo tempo.
    Outra dica: tem gente que estuda num dia uma matéria, no dia seguinte outra matéria, e assim por diante. Tem gente que estuda pela manhã uma matéria, à tarde outra, e à noite outra. Cada um deve escolher como vai intercalar as matérias, óbvio que deve ser de acordo com suas disponibilidades.
    Eu me encontro na segunda hipótese. de manhã estudo direito do trabalho, tarde e noite Constitucional, mas em breve irei intercalar Direitos Humanos à noite, porque é uma disciplina menos cansativa, menos extensa e que gosto.
    Meu horário é assim: estudo 5 horas seguidas de manhã, 4 horas às tarde e, 3 horas à noite, totalizando 12 horas por dia, essa é minha meta diária e tento cumpri-la. Um horário fixo (início e fim) não vou dizer porque depende das circunstâncias de cada dia, mas, nos intervalos (entre o estudo matinal e o vespertino, por exemplo) vou fazer outras atividades, como tomar um banho, comer, cuidar da casa e dos filhos! note que é muito importante um intervalo entre uma matéria e outra. Se você não tem casa nem filhos pra cuidar, procure outra atividade, pra não sobrecarregar sua mente deve fazer uma pausinha antes de começar outra matéria. Então é isso! espero que minhas palavras de alguma forma ajudem alguém que está precisando de orientação.
    Obrigada!

    • Raquel disse:8 ago 2015 às 4:49 am · Responder

      Olá Diana, obrigada por compartilhar tua experiência, teu relato me ajudou!
      Tenho facilidade com o aprendizado, leitura dinâmica, bons conhecimentos, mas careço de organização..rs.. espero (vou!) mudar isso logo.
      Bons estudos

    • Victor Phablo disse:1 set 2015 às 7:53 pm · Responder

      Olá Diana, estava lendo os posts do pessoal e me indentifiquei demais com suas experiências. Levando em conta que estou começanco agora e que tudo sera novo, eu prefiro fixa aos poucos as materias do edital e depois disso feito acho que teria condições para avançar pra duas ou mais matérias por dia de estudo. Mas como disse acho que sera mais interessante me dar uma base mínina nos assuntos pra só depois começar estuda-los juntos. Acha que pode dar mais certo ou tem alguma dica?

      desde já, agradeco.

  34. Jonathan Cavalcanti disse:19 abr 2015 às 1:33 pm · Responder

    Olá pessoal me chamo Jonathan!!!

    Eu adorei o post porém, prefiro estudar as matérias comuns a todos os concursos e dominá-las, do que estudar um monte de matéria e não aprender de verdade.

    Ah!!! Adotei também a metodologia de aulas por vídeo, as quais posso pausar, voltar, avançar e anotar todo conteúdo.

    Lembrando que é apenas uma opinião e uma maneira que encontrei de aprender e render, acredito que cada um tenha seu método pessoal e íntimo de estudar.

    Boa sorte a todos futuros funcionários públicos.

  35. Lucianna Coelho disse:13 mai 2015 às 2:11 pm · Responder

    Muito obrigada, professor!
    Estava estudando várias ao mesmo tempo – o núcleo de editais de analista e me questionei se esse era o método mais correto e achei esta sua explicação maravilhosa, que me dá mais segurança de continuar.
    Grata!

  36. Franque disse:19 mai 2015 às 9:33 am · Responder

    eu estudo em modulo, em cada 3h tenho lido uma materia e em 2h tenho resolvido eercicios a respeito do tema lido

  37. Pablo disse:29 mai 2015 às 10:13 am · Responder

    Muito legal. Adorei

  38. Renato Luis disse:8 jun 2015 às 1:33 pm · Responder

    . Estou tendo dificuldade para me organizar nas matérias

  39. Geovane disse:18 jul 2015 às 11:22 pm · Responder

    Não Acho correto estudar várias matérias ao mesmo tempo, ou você aprende 2 ou 3 línguas ao mesmo tempo? Não. Aprende uma de cada vez. É o mesmo caso no preparo para concursos, principalmente, se forem matérias novas em que você não detinha conhecimento antes. PREFIRO O ESTUDO DE 1 MATÉRIA POR VEZ

  40. Victor Phablo disse:1 set 2015 às 7:46 pm · Responder

    Olá, Pelo que entendi vendo os comentários anteriores é que se tem varios tipos de perfis de pessoa e melhor forma de adaptação as grades de estudos. Eu teoricamente compactuo da idéia de que uma materia por vez pode ser mais aproveitadada e fixante, mas não sei bem funciona melhor que a outra maneira de 2 ou 3, oq posso fazer é tentar as duas meneira e ver qual melhor se encaixa em meu perfil. Comecei a estudar agora.

    abraços

  41. Ricardo disse:11 set 2015 às 9:47 am · Responder

    Ótimas dicas !

  42. augusto disse:22 set 2015 às 8:33 pm · Responder

    Acho que deve ser estudado todas ao mesmo tempo num ciclo onde não se demore muito para voltar à primeira matéria, visto que o candidato pode acabar esquecendo o que foi estudado antes.

  43. Guilherme disse:19 out 2015 às 9:56 pm · Responder

    O que deu certo para mim foi estudar de 2 a 3 matérias por dia! Assim consegui passar no concurso dos meus sonhos. A cada 3 dias eu estava revendo as matérias e isso me ajudou muito em termos de revisão!

  44. João disse:15 nov 2015 às 3:00 am · Responder

    Muito obrigado pelas dicas, esse ano me dei super mal na prova do Enem. Não quero repetir esse feito em 2016.

  45. Mateus disse:19 nov 2015 às 9:10 am · Responder

    Guilherme,

    Eu também estou indo nessa, estudo de 2 a 4 disciplinas por dia, intercalando de 1 a 2 horas por disciplinas.
    – No dia seguinte eu reviso a anotação da disciplina do dia anterior
    – No domingo eu reviso as anotações da semana toda
    – Na segunda tudo começa.

    Eu estudo de segunda a sábado em média 4 horas diárias.
    Domingo, como é só leitura do que eu já anotei, devo estudar por volta de 2 horas, no máximo.

    Atualmente eu estou pensando em aumentar o número de disciplinas e diminuir a carga horária em 1hora por disciplina. O que acham?

  46. Alexandre Franco disse:4 jan 2016 às 5:40 pm · Responder

    Li todos os comentários e achei bastante regular e aproveitável, também já estudo à algum tempo e as idéias presentes me deram uma claridade maior sobre o contexto. Estou muito grato e não desistam.

  47. Mara disse:24 fev 2016 às 1:59 pm · Responder

    Excelente suas dicas! Tem muitas formas de estudar, cada pessoa tem sua preferida, ou aquela que se adpta melhor com sua vida e rotina diária, mas é importante preparar-se bem e trabalhar a mente para não ficar esgotado e sem motivação. Programar os dias para aproveitá-los ao máximo com sabedoria também é muito importante para quem está se preparando para concursos. abraço!

  48. gostei , o que funciona atrasa pra algumas pessoas adianta pra outras

  49. as pessoas são diferentes respeitar isso na hora do ensino é legal

  50. Viva disse:26 mai 2016 às 3:30 pm · Responder

    Olá, excelente artigo, e além de se organizar nos estudos, é importante também ter uma mentalidade positiva e não desistir. Boa preparação, estudar muito com foco, e persistência até conseguir!!

  51. Hugo disse:9 set 2016 às 3:31 pm · Responder

    Que artigo bacana!
    Essa sempre foi uma dúvida que eu sempre tive, me ajudou bastante esse artigo.

  52. Curso Estudo e Memorizacao disse:23 jan 2017 às 11:51 am · Responder

    Muito interessante o artigo. Precisa se organizar antes de estudar assim você não fica perto com as matérias.

  53. Paula Souza disse:21 fev 2017 às 10:27 am · Responder

    Adorei as dicas, muito boas

  54. Juh disse:1 mar 2017 às 9:04 am · Responder

    Estava estudando várias matérias por semana, e não conseguia ver progresso. Esse feriadão de carnaval eu peguei uma matéria apenas: português, que tinha muita dificuldade, e fui entendendo tudo, concatenando todas as ideias, as teorias finalmente fizeram sentido. Como você disse, cada um tem um jeito para estudar. É claro que a matéria ser gostosa de aprender é um ponto muito importante, pq se for chata e cansativa, não vai adiantar eu ficar insistindo só nela. Estudo é uma coisa adaptável, basta você se conhecer e tirar o melhor proveito.

Menções deste artigo em outros sites:

  1. Aprendizagem e Técnicas de Estudo para concursos públicos em 2014

Deixe um Cometário