Microciclo no Planejamento de Estudos: Importância e Tamanho

Por  •  10 dez 2012  •  Como se Preparar, Planejamento de Estudos  •  5 Comentários
como planejar os estudos para concurso públicos planejamento de estudo para concursos microcilos grade de horário

O microciclo consiste numa unidade de duração do plano de estudos. Trata-se de uma construção importante que precisa ser compreendida e definida pelo candidato na estruturação do seu planejamento. Mas para esta definição é preciso compreender alguns conceitos e informações importantes.

Primeiramente, é necessário entender que há uma diferença entre duração e tempo.

A duração corresponde ao lapso temporal que vai do início da execução do planejamento de estudos até a sua conclusão, teoricamente com a aprovação. Ou seja, trata-se da diferença em termos de dias, semanas ou meses, entre a data de início e fim dos estudos.

Já o tempo tem relação com o quanto se tem de horas para investir nos estudos, ao longo de cada unidade de duração ou de toda a jornada de preparação para o concurso público.

O microciclo, portanto, consiste numa unidade de duração. Pode ser uma semana, uma quinzena, três ou até quadro semanas. Trata-se de uma unidade de duração que o candidato vai definir, para que, de forma seqüencial, repita o clico de matérias estudadas.

Por exemplo, o candidato define que vai estudar um determinado número de matérias, estabelece quando vai estudar cada matéria ao longo da semana, considerando que esta semana de estudos começa na segunda-feira e termina no domingo, de modo que a cada segunda-feira retoma as mesmas matérias, avançando no seu plano de estudos. Isto é um microciclo, que tem 7 dias, começando na segunda e terminando no domingo, coincidindo, por um acaso, com o conceito de semana.

Mas o candidato pode achar que o (micro)ciclo de 7 dias é pequeno para ver todas as matérias que pretende ver, a cada micro unidade de duração do seu plano de estudos. Daí pode aumentar esta unidade de duração. Pode ser também que o candidato queira trabalhar com (micro)ciclos de 7 dias, mas não começando na segunda-feira, o que não coincide com o conceito formal de semana.

Exatamente para garantir esta flexibilidade, foi criado o conceito de microciclo, não se limitando ao de semana, que é engessado, pois tem 07 dias e começa na segunda-feira terminando no domingo.

Para os candidatos que trabalham em regime de plantão é praticamente impossível trabalhar com uma semana de estudos de 07 dias. Além disto, como a vida destas pessoas só se renova a cada 15 dias ou mais, pelo fato de que dentro de duas semanas tende a existir variações nos turnos de trabalho, fica inviável trabalhar com (micro)ciclos de 07 dias.

Na realidade, quando o candidato define o seu microciclo está definindo o seu tipo de grade de horários e matérias. No Sistema Tuctor, por exemplo, para montar a grade primeiro o candidato define o microcilo, ao informar que dia começa (o seu microciclo) e quantos dias terá. Apenas depois o algorítimo do sistema, juntamente com a reunião de uma série de outros dados, montará a grade de matérias.

Mas uma grande questão importante, que intriga e faz quebrar a cabeça de muitos candidatos, é: qual o tamanho ideal do microciclo?

Vejo muitos usuários do Sistema Tuctor trabalharem com o microciclo de tamanho máximo, ou seja, de 28 dias, e sem fazer o menor sentido, ao menos na minha visão, do ponto de vista racional e metodológico.

Para a busca de uma resposta, primeiro é fundamental entender o motivo da definição de microciclos.

Do ponto de vista psicopedagógico e cognitivo, primeiramente, esta definição é importante para que o candidato organize a distribuição das matérias num determinado universo temporal específico e delimitado, como por exemplo uma semana.

Além disto, esta definição vai permitir que o candidato adote o modelo de grade simultânea, com a qual está sempre estudando várias matérias e, de forma cíclica, reiterando o contato com estas matérias. É bem verdade que isto nos leva a refletir sobre a diferença entre o modelo de grade modular e o modelo de grade simultânea. (clique aqui para ler Grade Silmultânea e Grade Modular-Sucessiva)

Mas não tenho dúvida que do ponto de vista cognitivo, inclusive pela contribuição com a consolidação e formação de redes neurais, o que impacta na formação de memórias de longo prazo, é muito importante que o candidato varie as matérias e sempre reitere o contato com estas, o que corresponde ao conceito de grade simultânea. E fundamentos psicopedagócios e neurocientíficos para esta compreensão não faltam.

Por outro lado, esta quebra do plano de estudos em unidades de duração também é importante pela ideia de fragmentar a caminhada do processo de preparação, o que tem repercussões do ponto de vista emocional e motivacional.

Se imagino uma preparação sem enxergar um final ou num prazo muito longo, tendo a me desanimar. Mas se crio condições para enxergar universos temporais menores, como uma semana, esta angústia diminui ou pode acabar. Ou seja, passo a trabalhar com horizontes de curto prazo e visualizáveis.

Esta noção tem suas bases na andragogia, campo do conhecimento centrado na educação de adultos (diferente da pedagogia, centrada na educação de crianças).

Ok, superadas estas premissas, mas afinal, qual o tamanho ideal do microcilo?

Para a resposta entendo necessário observar os seguintes critérios:
- ser a quantidade de dias suficiente para estudar todas as matérias a cada unidade de duração: ou seja, se em uma semana, considerando as matérias que devem ser estudadas e o tempo disponível, é possível estudar todas as matérias, o microciclo de 7 dias é viável;
- permitir que cada matéria possa ser estudada num tempo mínimo razoável: se apesar de teoricamente ser possível estudar todas as matérias num microciclo de 7 dias, mas algumas matérias não terão mais de 30 minutos para estudo, não faz sentido considerar um microcilo de 7 dias;
- não ser tão longo: se o microciclo for muito longo você irá dar feedback depois de muito tempo. E a falta de feedback pode comprometer a motivação e disposição para os estudos (clique aqui para ler Como Neutralizar as Angústias e se Motivar). 

Portanto, reflita sobre o prazo de microciclo ideal. Tente racionalizar o seu planejamento de estudo adotando este conceito. E ao mesmo tempo procure contribuir para se manter com a motivação aos estudos elevada.

5 comentários até agora. Deixe o seu.

  1. Áleff Scharlan disse:16 dez 2012 às 10:56 pm · Responder

    Sábias palavras!
    Obrigado pelo texto prof!

  2. adelia disse:19 mar 2013 às 1:17 pm · Responder

    adorei seu planejamento de estudo preciso que seja mais detalhado!

  3. Rogério disse:25 out 2016 às 3:26 pm · Responder

    Hoje em dia, temos que Administrar muito bem nosso tempo. Temos tantos coisas a serem realizadas, porem sem não tivermos um bom Planejamento de nosso tempo, realizaremos muito pouco daquilo que queremos. As vezes temos que abrir mão de algo importante, para podermos investir nosso tempo em um foco importante, que trará benefícios no futuro.

Menções deste artigo em outros sites:

  1. Planejamento de Estudos e Plano de Estudo para Concursos Posts de 2012
  2. Planejamento de Estudo para Concurso Público e Marcos Temporais

Deixe um Cometário