Concurso Público do MPU: abstenção, nota de corte e concorrência

Por  •  13 set 2010  •  Notícias  •  3 Comentários

Conforme divulgado pelo Cespe, no concurso público do MPU o índice de abstenção ficou em torno de 20%.

Assim, considero que este dado já é um elemento reforçador da tese que venho sustentando, no sentido de que o candidato não deve se preocupar com os números relacionados à concorrência. Ou seja, nos termos sustentados anteriormente e na linha da produção de conteúdo que venho desenvolvendo, é fundamental que o candidato tenha um foco intrapessoal, voltado à execução do planejamento da sua preparação para o concurso público.

Destaco que 20% no concurso público do MPU, significa cerca de 140 mil candidatos que sequer se deslocaram até o local de prova.

Naturalmente este dado também tende a impactar na nota de corte.

E por falar em nota de corte, pelos comentários que tenho ouvido, o nível de dificuldade foi aquém daquele que muitos esperavam. Fazendo uma avaliação sobre as questões da matéria que ministro como professor, acompanho esta compreensão.

E se assim é, a conseqüência natural e lógica será uma nota de corte elevada, de modo que qualquer erro acaba tendo uma repercussão maior do que nas provas tidas por de dificuldade mais elevada.

De qualquer forma, o caminho é aguardar, sem alimentar especulações.

Orientações para Recursos: clique neste link

3 comentários até agora. Deixe o seu.

  1. adriana disse:19 set 2010 às 12:14 pm · Responder

    Professor, disse q a nota de corte será alta, alta tipo qto???

  2. Thaiane disse:21 set 2010 às 9:46 am · Responder

    Professor, discordo dos comentários relacionados ao nível da prova.
    O que aconteceu, na verdade, foi a cobrança de matérias inesperadas e pouco relacionadas com o foco dado por todos aqueles que se prepararam para o MPU.

    Não caiu NADA de licitações, de ação coletiva, execução coletiva, mandado de segurança, mandado de injunção coletivo, exemplos de searas nas quais o MP tem atuação de grande relevância.

    Também não foi cobrada tanta jurisprudência, tampouco as milhares de Súmulas existentes. A prova foi peculiar e privilegiou o estudo de quem não se dedicou para o MPU, mas que vinha há muito se dedicando aos estudos jurídicos de uma forma geral.

    Felizmente, o estilo de prova me beneficiou, mas as notas que vejo estão todas entre 90 e 103 pontos, sendo a maior delas 110 pontos. Como, pelo menos no DF, serão quase 7 mil redações corrigidas, creio que não há falar em nota de corte que supere os 90 (talvez 90 e poucos…) pontos.

    Enfim, é esperar para ver. Boa sorte a todos!

  3. Paulo Rodrigues do Vale disse:18 out 2010 às 10:54 am · Responder

    Boa tarde… Por favor eu gostaria de saber se vocês têm a nota de corte para o cargo de analista processual do MPU para o Estado de Goiás. Eu concorri para as vagas de PNE e fiquei em sexto lugar. Minhas notas foram P1 e P2= 70,50 e prova de redação foi: 5,97. Muito obrigado, Paulo

Deixe um Cometário