Depoimento do Aprovado: Gustavo Mota – Especialista MPOG

Por  •  24 nov 2011  •  Relato do Aprovado  •  8 Comentários
concursos-públicos-relato-depoimento-aprovado-concurso-juiz-marigtratura-do-trabalho-gustavo-motta-gestor-mpog

Nome: Gustavo Luís de Souza Motta.

Idade: 37 anos.

Situação familiar: casado, com dois filhos e moro com eles e a esposa.

Cidade onde mora/lotação: Brasília-DF, ainda em curso de formação.

Cidade de origem: Rio de Janeiro-RJ.

Cargo aprovado: Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental/MPOG.

Cargos ocupados anteriormente: Administrador Pleno – Petrobrás.

Formação: graduação em Administração de Empresas.

Data da conclusão da graduação: agosto de 1999.

Concursos aprovados anteriormente: Petrobras e Correios (ECT).

Data de aprovação no cargo atual: dezembro de 2009.

Quando começou a se preparar para o concurso atual: outubro de 2008.

Como estudou:
- montou planejamento? Sim. Como nunca havia estudado para concurso, julguei fundamental iniciar com um cursinho. Na fase final do primeiro cursinho comecei a fazer muitas provas e exercícios de concursos anteriores.
Montei uma programação de estudo na qual me dedicava a uma matéria por dia e só retornava à primeira depois de concluir um ciclo completo, o que durava pouco mais de uma semana.
E também listava os livros e demais materiais que eu deveria estudar, para ir tendo noção do quanto ainda faltava pela frente. Isso foi fundamental.
E depois de aprovado nas provas objetivas, passei a frequentar um cursinho preparatório para as provas discursivas e a fazer uma redação por dia. O uso de um notebook na reta final também foi muito importante, para reduzir tempo de pesquisa sobre minhas dúvidas.
- qual o papel do cursinho? Fiz uma pós-graduação específica em cursinho preparatório e um cursinho específico para as provas discursivas. Não teria chegado nem na metade do caminho se não fossem os excelentes professores com quem tive aula.
- estudou em grupo? Não exatamente. Mas as amizades feitas ao longo do processo de estudo foram fundamentais.
- estudava em biblioteca? Sim, majoritariamente.
- estudava quantas horas por semana? 36 a 40h.

O que faria diferente? Dispensaria alguns livros e acrescentaria algumas apostilas de exercícios comentados.

Houve momentos de desânimo? Poucos. Talvez fosse mais cansaço do que desânimo. Tinha um firme propósito.

Chegou a pensar que não passaria? Algumas vezes, mas, como disse, tinha um objetivo firme.

Principais dificuldades. Quais foram? Filho recém nascido e trabalho de 40h semanais.

O que fez para superar as dificuldades? Contei com a ajuda e compreensão da esposa no primeiro ano de vida do meu segundo filho. Concentrava estudos à noite, horas vagas no trabalho e fins de semana, além de tirar férias e folgas na véspera das provas.

Algum detalhe do dia da prova a mencionar: uns bêbados chegaram na minha rua fazendo muito barulho e me acordaram às 4 da manhã. Foi difícil voltar a dormir e isso me atrapalhou no período da manhã, o que me irritou bastante. Mas me controlei para que isso não me atrapalhasse ainda mais, e consegui fazer uma excelente prova na parte da tarde. Se fizer outra prova vou dormir com um tampão no ouvido.

Contexto de aprovação
- como soube da notícia? Fórum de concursos. Sempre foi a minha mais ágil fonte de informação, apesar do conteúdo do que se passa ali ser muitas vezes sofrível. Mas acaba sendo uma boa fonte de alerta. A partir deste, eu corria atrás da “lapidação” das informações.
- onde estava? No trabalho. Tive que sair pra dar um grito!
- o que sentiu no momento em que recebeu a notícia? Euforia.
- o que fez em seguida? Liguei para os meus pais e esposa.
- como foi a comemoração? Vinho com meus pais e esposa.

Conselho aos candidatos:
O que diria para alguém que estivesse começando a estudar para concursos e lhe pedisse um conselho? Defina um objetivo. Escolha o cargo, colecione material sobre a possível banca e permaneça firme no propósito. Pular de galho em galho a cada novo edital pode dissipar sua energia. Depois, comece com um cursinho de português, para ir tomando gosto. Em seguida faça outros cursinhos específicos, para ter uma visão geral das matérias e conhecer pessoas que podem te ajudar muito ao longo da jornada. Tenha sempre uma programação de estudo, de preferência alternando as matérias. Para o tipo de concurso que fiz, é melhor saber um pouco de cada matéria do que correr o risco de ser reprovado em alguma que tenha sido negligenciada.
O que diria para alguém que estivesse já estivesse estudando há algum tempo e lhe pedisse um conselho? Siga firme no seu propósito. E se ainda não tem um, arrume o quanto antes e faça um planejamento. E não desista fácil, pois a fila anda e você pode ser o próximo!

8 comentários até agora. Deixe o seu.

  1. Ricardo Pereira disse:24 nov 2011 às 10:00 am · Responder

    Essa cara é um exemplo p/ muitos concurseiros, que ficam choramingando dizendo que não tem ninguém para bancar e com inveja de quem está por conta dos estudos.
    Parabéns Gustavo, você merece!

  2. Antonio Carlos disse:24 nov 2011 às 10:01 am · Responder

    Muito bom este relato. Além de dicas interessantes, nos motiva a correr atrás!
    Obrigado Prof Neiva por mais esta!!!!!

  3. Cristina disse:24 nov 2011 às 10:02 am · Responder

    Esta esposa é paciente e companheira mesmo e Imagino que a consideração seja recíproca.
    Parabéns ao casal!
    Cris

  4. Robson disse:24 nov 2011 às 10:04 am · Responder

    Caro Prof Neiva,
    Estes relatos nos ajudam muito. Valeu por mais este!
    Abraços e continue a nos alimentar com o conteúdo do Blog!
    Robson

  5. Alice disse:2 jan 2014 às 12:21 am · Responder

    Esse cargo é o meu sonho. Estudo sem planejamento específico há uns três anos, desde que terminei a faculdade. Quando fiz a ultima prova, em agosto de 2013, e fui aprovada na primeira fase, a objetiva, cheguei a conclusão de que preciso mesmo me dedicar! tenho chance e tenho aptidão pra esse tipo de trabalho. Foi uma ótima luz nesse começo de ano. Abraço pra meu futuro colega.

  6. Paulo Lobo disse:19 mai 2014 às 3:33 pm · Responder

    Parabéns!!! Gostei do relato, determinação. valeu, obrigado por compartilhar essa experiencia. boa sorte.

  7. Gabriela disse:8 abr 2015 às 8:21 pm · Responder

    Olá, qual cursinho você fez? Estou tendo dificuldades em achar cursinho específico para essa área!

Menções deste artigo em outros sites:

  1. Relatos de aprovados em concursos públicos pulicados em 2011

Deixe um Cometário